Viagens para destinos turísticos são uma das melhores maneiras de aproveitar nossas férias e esquecer dos problemas do dia a dia. E muita gente viaja de avião, carro, trens e até ônibus, mas você já pensou em sair por ai pedalando com sua bicicleta para algum ponto turístico?

 

O ciclo turismo é uma atividade muito realizada, e que proporciona uma enorme sensação de liberdade para aqueles que resolvem se aventurar em cima de duas rodas e sem nenhum motor.

 

Se você ficou interessado sobre o ciclo turismo, prepare seus pedais, pois vai conhecer agora uma lista com sete dicas para viajar de bicicleta. Mas antes vamos falar um pouco sobre as vantagens de se praticar o ciclismo.

O ciclismo

Andar de bicicleta é uma atividade aparentemente simples, mas que apresenta muitos benefícios para os praticantes, chamados de ciclistas.

 

A qualidade de vida dos praticantes é melhorada de maneira excelente, já que a atividade oferece benefícios físicos e também emocionais.

 

Na parte física, o ciclismo serve como auxiliador na perda de peso, com a queima de calorias devido as pedaladas, além de ajudar a equilibrar a pressão do corpo e também os níveis de triglicérides, que são as células que armazenam energia para o corpo humano, servindo como uma espécie de bateria para as nossas atividades no dia a dia.

 

Pedalar também aumenta o equilíbrio e a confiança pessoal do ciclista, além de relaxar o corpo e aliviar o estresse, assim como quase toda atividade física.

 

Mas para que todos esses benefícios sejam recebidos na maneira e medida corretas, é necessário antes de iniciar a atividade que você busque um especialista em exercícios físicos, que vai lhe orientar da melhor maneira possível sobre como adaptar o ciclismo para sua vida, sempre de acordo com as suas especificações pessoais.

 

Vale lembrar também que a bicicleta é um meio de transporte muito eficaz no dia a dia. Ela pode substituir longas jornadas em carros, ônibus, metrôs e outros tipos de transportes motorizados, já que não é atrasada por trânsito lento, além de não consumir gasolina ou outro tipo de combustível para funcionar. E mesmo se você pretende utilizar a bicicleta apenas como meio de transporte para chegar ao trabalho e ir para casa no final do expediente, saiba que ela ainda lhe fornecerá os benefícios que você conheceu acima, mesmo que seu tempo de pedalada diário não seja tão alto, qualquer exercício conta.

 

Chegar pedalando no seu local de trabalho lhe dará uma boa disposição para enfrentar o dia, e com o tempo você terá muito mais fôlego e bem-estar.

Agora que você conhece melhor o ciclismo, chegou a hora de conhecer as dicas para sua viagem de bicicleta.

Planejamento da viagem

Primeiramente, você deve pesquisar muito bem sobre o local que vai visitar. Traçar uma rota no Google Maps da sua casa até o objetivo, por exemplo, pode ajudar a saber qual a quilometragem que você vai enfrentar. Também é importante conhecer ao menos alguns pontos de parada na viagem, como lanchonetes, hospitais ou ainda hotéis, caso necessário.

 

Alguns aplicativos podem ajudar nessa tarefa, como o Warm Showers, que pode ser traduzido literalmente com Chuveiros Quentes, e lista todos os hotéis e paradouros que você pode encontrar durante o trajeto, basta informar os locais de partida e de chegada para saber qual deles mais lhe agrada e em quanto tempo de viagem você chegará até um bom local para passar a noite.

A bagagem

Seguir viagem com malas e mais malas gigantes cheias de roupas parece uma boa ideia em trajetos de avião ou ainda de carro, pois assim você pode garantir que vai ter uma roupa para cada ocasião e não corre o risco de sair de moda nunca. Mas é preciso reduzir drasticamente o número de bagagens e itens de beleza quando se viaja de bicicleta.

 

O principal motivo é que suas pernas vão sofrer dependendo do tamanho das bolsas e também do peso dos itens que você vai levar, e por isso deve ser feita uma seleção das roupas mais confortáveis em seu guarda-roupa.

 

Tecidos leves e com secagem rápida são os mais recomendados, pois permitem que você pedale por longos períodos sem perder o conforto e também possibilitam lavagem e secagem rápidas, caso seja preciso.

 

Coloque na bagagem apenas itens essenciais, como algumas peças de roupas leves, um ou dois pares de calçados reservas, capa de chuva, itens de higiene pessoal, kit de primeiros socorros e medicamentos básicos, algumas ferramentas para pequenos concertos na bicicleta, petiscos, lanches e água.

Faça paradas para descanso

A melhor parte de viajar de bicicleta é a interação que existe com o ambiente a sua volta, e isso acontece quando você faz aquela parada básica para descansar. E essas paradas são ótimas para interagir com a população local, conversar com companheiros de viagem, abastecer seus reservatórios de água ou ainda tirar uma soneca em alguma sombra que esteja por perto.

Alongue-se

Essa é uma dica importante, pois é sempre bom dar uma alongada antes e depois de pedalar, para que assim você evite dores e lesões musculares, e também câimbra. Sempre que houver a oportunidade de se alongar, faça isso.

Pilhas, baterias e carregadores

Mesmo em uma viagem longa de bicicleta, ficar conectado é importante para que você saiba onde está e para onde vai. Para isso, tenha sempre com você um carregador portátil para celular, assim você garante que nunca ficará sem carga quando necessário. Outra dica é levar sempre pilhas extras para as lâmpadas de iluminação noturna da bicicleta, assim você pode evitar acidentes. Levar lanternas extras também pode ser uma boa ideia.

Opções

Caso você se machuque pedalando, esteja sem energia ou sem suprimentos, está debaixo de chuva forte ou ainda sua bicicleta quebrou, é sempre bom ter um plano reserva, para que nada de pior aconteça nessas situações. Tenha um número de emergência sempre à disposição para não ficar na pior em um local que você não conhece

Conhecer seus limites

Durante a viagem você vai ser submetido a um grande esforço, graças a tarefa de pedalar enquanto equilibra a bicicleta e as bagagens nas costas, longas horas de exercício, morros e subidas, etc., mas não precisa ser um atleta, pois é possível tranquilamente passar por essa experiência ser ter todo o condicionamento dos participantes de maratonas e afins, basta conhecer seu corpo e seus limites, e só assim você poderá aproveitar a viagem da melhor forma possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *